Grupeer: Conhece o teu Cliente (fraude update)

SF4 Gestão de Risco @ Savings4Freedom
A 15 de Junho, a Grupeer exigiu o preenchimento de um questionário KYC. Quais as razões para isso? Como proceder? Uma actualização sobre esta fraude.

Desde Março de 2020, a Grupeer suspendeu todos os pagamentos devidos aos investidores. Caso não estejas a par do que aconteceu com a Grupeer, garante que ficas a conhecer tudo através do website da Grupeer Armada.

Questionário Conhece o Teu Cliente (KYC)

Dia 15 de Junho, a Grupeer publicou no blog e notificou por email todos os investidores que de forma a “contribuir para a transparência do sistema financeiro, i.e., seguindo práticas para evitar lavagem de dinheiro as designandas Anti Money Laundering (AML) e políticas de Conhece o Teu Cliente Know Your Client (KYC) em efeito na União Europeia (EU)”… …”advogados actualizaram o procedimento KYC que fica disponível na conta do investidor a partir de hoje. Pedimos o preenchimento ou actualização até 30.06.2020.”

Grupeer Scam Update

Tendo em conta o que se passou anteriormente com a Kuetzal e a Envestio, existem receios justificados para pensar que a informação submetida poderá ser alvo de uso individo. Contudo, a verdadeira questão que temos de colocar é qual a razão por detrás deste estranho pedido.

Qual a explicação da Grupeer?

Na secção de perguntas frequentes associada a este procedimento KYC, a Grupeer afirma que está simplesmente a seguir passos de conformidade com leias europeias de Anti Money Laundering (AML) e Know Your Client (KYC). Mas eles também afirmam que “Este é também um requerimento da part dos bancos para que possamos obter acesso às contas bancárias, para que possamos pagar aos investidores.

As contas bancárias da Grupeer encontram-se congeladas. Quaisquer passos que ajudem a Grupeer a desbloquear as suas contas bancárias pode comprometer os esforços dos investidores no sentido de recuperar os fundos ainda disponíveis. Mas mais importante para os investidores é a resposta à questão: “O que irá acontecer caso eu não actualize ou submeta o meu KYC?

“Caso não disponibilize a informação KYC information, infelizmente, poderemos enfrentar dificuldades em assegurar os levantamentos dos seus depósitos.”

Perguntas frequentes da Grupeer sobre o questionário KYC

Será esta uma simples desculpa para a Grupeer não pagar dinheiro de volta aos investidores?

Devo ou não responder ao questionário?

Agora… tens 3 opções: opção a) responder ao questionário KYC de forma completa e verdadeira (isso é difícil devido à má qualidade do questionário, que faz verdadeiramente impossível que o preenchimento seja correcto, mas vamos deixar isso para mais tarde…); opção b) responder ao questionário KYC com informação incorrecta; opção c) ignorar e não responder ao pedido de preenchimento do questionário KYC.

Caso decidas pela opção c) a Grupeer terá justificação para recusar quaisquer levantamentos dos teus fundos. Caso decidas pela opção b) poderá parecer difícil de acreditar que respondendo com informação incorrecta a este questionário KYC possa dar à Grupeer qualquer justificação legal para impedir levantamentos. Contudo, se esta for a desculpa para recusar levantamentos, a situação para ti enquanto investidor é exactamente a mesma com a qual és confrontado agora.

Então… vamos lá explorar a opção a) e ver o que acontece!

O questionário está tão mal preparado que é verdadeiramente difícil responder. Precisas de imaginar o que a Grupeer quer dizer com algumas das questões de forma a responderes o que quer que seja. Mas fazes isso, terminas o questionário e estás no ponto de submeter a informação. O que acontece? Irás ter visível no teu ecrã a seguinte mensagem…

“Submetendo este formulário, eu por este meio confirmo que toda a informação disponibilizada está correcta e é verdadeira. Caso ocorram quaisquer alterações aos dados submetidos, de imediato irei informar a Grupeer Limited e entregar a informação actualizada por escrito. A Grupeer Limited tem o direito de pedir quaisquer informações e documentos, e o investidor tem de responder de forma atempada, confirmando detalhes disponibilizados através do questionário. Desta forma confirmo que estou a par que sou passível de responsabilidade, incluíndo criminal por prestar informações falsas ou não demonstrar disponibilidade para partilhar informação. Concordo que a Grupeer Limited tem o direito de verificar a veracidade da informação disponibilizada, e concordo igualmente que no caso de existirem dúvidas sobre a informação prestada ou a mesma seja considerada incompleta ou duvidosa, isso será justificação suficiente para a recusa ou terminação de qualquer relação comercial.

Após pressionar o botão “Confirm” não poderás realizar alterações aos teus dados pessoais até que o processo de verificação seja concluído. Por favor confirme que o questionário está preenchido.”

Declaração da Grupeer no final do questionário KYC

Caso leias de forma cuidadosa, não existe mesmo maneira para que tu, enquanto investidor possas ganhar, certo? Basicamente a Grupeer dá a si mesma o poder de recusar fundos aos seus legítimos proprietários caso encontrem justificação de que qualquer informação submetida é incorrecta ou falsa.

Lembras-te quando acima afirmei que algumas das questões são de tal forma mal formuladas que precisas de imaginar qual poderá ser a resposta certa? Talvez isso seja inteiramente propositado para assegurar que mesmo que procures responder da forma mais honesta possível, a Grupeer poderá encontrar uma qualquer justificação para te negar a validação do questionário e impedir-te o acesso legítimo aos teus fundos.

Reflexões sobre um Mau Resultado

Confesso que este processo é-me completamente estranho… sendo um homem honesto, penso que todos os outros o são. Mas claramente a Grupeer não está a comportar-se de forma honesta actuando desta maneira. Se recusas responder, negam-te acesso aos fundos. Se respondes de forma incompleta ou falsa, negam-te acesso aos fundos. Se respondes de forma honesta e da maneira que acreditas ser a correcta, devido à má qualidade do questionário, a Grupeer pode encontrar justificação para te negar acesso aos fundos.

Assim sendo… não havendo alternativa, precisas de encontrar uma maneira de provar que estás a fazer todos os possíveis para responder de forma honesta e completa ao pedido da Grupeer e documentar isso de alguma forma. A melhor alternativa é simplesmente escrever um email à Grupeer para o contacto [email protected] com uma mensagem que afirme que fizeste o melhor possível para respeitar o pedido feito, e que estás inteiramente disponível para clarificar quaisquer questões ou disponibilizar documentação adicional caso tal seja necessário para a validação do questionário KYC.

Esta acção não irá impedir a possibilidade da Grupeer de te negar acesso aos teus fundos, mas irá oferecer-te prova que pode ser utilizada mais tarde em tribunal para demonstrar a tua disponibilidae para responder ao questionário e que apenas por má vontade e fé da Grupeer o processo ficou congelado.


Conclusão

Tendo em consideração todos os aspectos descritos acima, a Grupeer está claramente a procurar forma de justificar a retenção de fundos aos investidores e impedir quaiquer levantamentos futuros. A triste realidade é que caso tu, enquanto investidor, queiras que seja feita justiça e forçar a recuperação de parte dos teus investimentos, a acção legal actualmente a ser gerida pela Grupeer Armada é a tua melhor opção.

Isto apenas demonstra que a Grupeer tem aprendido com as tragédias da Kuetzal e da Envestio. Nós, como investidores devemos fazer o mesmo. Tal como Killer Mike pediu aos seus concidadãos de Atlanta: “plot, plan, strategize, organize and mobilize“. Então actua!


Queres receber notificações sobre novas publicações? Acompanha a Savings4Freedom no Telegram ou por WhatsApp. Em alternativa, segue a Savings4Freedom através das ligações apresentadas abaixo. Obrigado!

6 Shares:
1 comment

Partilha a tua opinião sobre este tema!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

You May Also Like
S4F Gestão de Risco Fraudes Envestio Kuetzal @ Savings4Freedom
Read More

P2P Bloggers: Lições Aprendidas

Responder a três simples perguntas obrigou muita reflexão para entender todos os erros que cometi durante 2019 e enfrentar as duras consequências no presente.