P2P Bloggers: Lições Aprendidas

S4F Gestão de Risco Fraudes Envestio Kuetzal @ Savings4Freedom
Responder a três simples perguntas obrigou muita reflexão para entender todos os erros que cometi durante 2019 e enfrentar as duras consequências no presente.

Kristaps Mors é uma das vozes mais desalinhadas da indústria P2P europeia. Algumas pessoas gostam, outras odeiam. Recentemente, ele solicitou a minha contribuição para compilar as reacções de vários bloggers que escrevem sobre investimentos em P2P em relação a tudo o que aconteceu durante uma ano verdadeiramente louco. Podes ler o artigo completo aqui. Esta foi a minha contribuição.

N26 The Mobile Bank @ Savings4Freedom

Olá!

Quero compilar algumas observações de bloggers sobre o que tem acontecido nos últimos anos.

Estás interessado em comentar sobre 3 questões?

Enviei por email.”

Mensagem do Kristaps Mors por telegram

A minha resposta…

Olá Kristaps,

Obrigado por todas as informações que desde que começaste a escrever foram bastante úteis para me ajudar a perder menos dinheiro do que perderia de outra forma. Por favor continua a partilhar.

Espero que as minhas respostas ajudem na preparação da tua próxima publicação. Olhando para trás, para todas as perdas que 2020 trouxe para o meu portfólio P2P, seria mais fácil simplesmente desaparecer, mas eu gosto do que faço e assumo sempre a responsabilidade pelos meus erros. As minhas respostas estão alinhadas com esta filosofia de vida.

Se precisares de informação adicional, diz.

Até breve!

Carlos

Questão 1: Quando começaste a investir em P2P, que retorno esperavas? Qual é o resultado agora?

Esperava um retorno anual de 10% sobre meus investimentos P2P, com capitalização ao longo do tempo. A realidade é bem diferente: a 15 de Setembro de 2020 investi 38,108€ no meu portefólio P2P tendo perdido 18,718€… quase 50% do meu investimento total. Isto resultou inteiramente de uma decisão estúpida em 2019 de concentrar todo o meu portefólio P2P em plataformas de alto risco de empréstimos a empresas que, na realidade, eram fraudes. Se os investimentos em P2P fossem todo o meu portefólio de investimentos, seria um pesadelo.

Questão 2: Se investiste em alguma das plataformas fraudulentas, notaste algum sinal de alerta no início?

Encontro-me entre os “felizes” contemplados com o “scam bingo”: K, E, M, G, W… Na altura, eu estava cego. Mas, olhando para trás, constatando a realidade que agora resulta dos meus erros, todas as bandeiras vermelhas estavam lá para ver. A falta de transparência e experiência das equipas, com jovens CEOs completamente inexperientes e uma estrutura empresarial oculta. Uma confusão de empresas sem capital relevante por trás com múltiplas relações cruzadas entre accionistas… endereços de escritórios registrados em áreas residenciais. Jesus! A simples análise da maturidade e qualidade técnica das plataformas seria para mim agora uma bandeira vermelha. As constantes mudanças nas contas bancárias… tudo estava lá para quem quisesse ver. Não foi o meu caso.

Questão 3: Alguma lição aprendida? Mudaste a tua estratégia de investimento com base nos eventos do ano passado?

Sim, em mais do que uma maneira. Para começar, parei de publicar por meses para procurar entender como poderia ser mais profissional e responsável nas publicações no meu blog. Gostaria de continuar a testar, rever e a investir em plataformas P2P, mas também queria desculpar-me pela maneira como meu blog contribuiu para promover esquemas fraudulentos. Mudei totalmente o blog para tratar dos problemas identificados… ainda há muito a fazer, mas com o tempo limitado que tenho, apenas o conseguirei fazer lentamente. Em relação aos investimentos, primeiro reduzi minha posição. A realidade é que só posso trabalhar com as decisões que tomo agora, não com as que tomei há um ano. Agora estou mais focado em rastrear originadores de empréstimos e os seus relatórios financeiros do que plataformas P2P e as suas garantias de recompra. Basicamente, estou a mudar as minhas opções de investimento de plataformas para os originadores de empréstimos com os quais desejo trabalhar.

Um Comentário Final

Eu acredito que os empréstimos P2P terão um futuro brilhante ao puxar pela transformação do sector de serviços financeiros. As plataformas de crowdfunding e de empréstimo P2P estão a destruir velhos modelos de negócios e a democratizar o acesso a informação financeira e de investimento para investidores a título individual. Sendo uma ajuda preciosa para superar o actual ambiente de baixas taxas de juros. Eu não estaria a investir em empréstimos P2P a menos que achasse que é uma classe de activos simples, viável e lucrativa, com um grande futuro pela frente.

Em qualquer caso, estou extremamente ciente dos riscos, fraudes e da falta de regulamentação da indústria que tornam quase impossível para qualquer investidor institucional possa adicionar este activo na sua carteira de investimento. Somente com uma vigilância constante e análise de risco cuidada, seguindo uma ética de trabalho longe da narrativa passiva que toda a indústria está a procurar promover, e através da coragem individual de denunciantes de fraudes na indústria P2P, seremos capazes de evitar que os criminosos que têm destruído a confiança da comunidade vençam.

Fontes de Informação

#1 Portefólio SavingsForFreedom

#2 Melhor do que Antes – Uma perspectiva honesta ao meu percurso como blogger a caminho de maturidade financeira

#3 Precisamos de Delatores de Fraudes P2P

#4 7 Lições para Evitar Plataformas P2P Fraudulentas


Queres receber notificações sobre novas publicações? Acompanha a Savings4Freedom no Telegram ou por WhatsApp. Em alternativa, segue a Savings4Freedom através das ligações apresentadas abaixo. Obrigado!


O blog contém links afiliados. Conhece mais sobre este tópico na Advertência.

3 Shares:

Partilha a tua opinião sobre este tema!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

You May Also Like